quarta-feira, 16 de junho de 2010

Copa do Mundo - Brasil x Coréia do Norte


Tenho que admitir, o jogo não foi bem o que eu esperava, na realidade não foi nada do que os torcedores da nossa querida seleção sonhava. Como sempre houve a entrada dos times rivais e a emoção ao cantar o hino do nosso maravilhoso país foi tremenda (pelo menos da minha parte). Mas o tempo continuou passando e o ritmo que antes era de aquecimento continuou e simplesmente estagnou-se, os jogadores continuaram em um ritmo totalmente diferente do que se costuma chamar de jogo. O primeiro tempo foi total e completamente decepcionante, o Brasil se portou como um time despreparado e incapacitado de conquistar o Hexa, mas é claro que não podemos desclassificar e desclalificar a atuação dos jogadores da nossa seleção cuja escalação feita por Dunga foi duramente criticada pelos brasileiros. No primeiro tempo nomes como Maicon, Robinho, Kaká, Elano, Lúcio e Luis Fabiano se destacaram bastante, uns pelas suas jogadas impressionantes, outros pelas imprudências incoerentes em um momento de extrema tensão. No segundo tempo a seleção começou a se superar e a ganhar velocidade o que favoreceu bastante a estratégia de jogo, trazendo grande surpresa aos jogadores coreanos que ficaram despertos após o primeiro gol feito por Maicon (camisa 2), que quebrou um tabu que a 24 anos não era quebrado (um lateral-direito fazer um gol) e também foi eleito pela Fifa o melhor jogador em campo na estréia. Logo após a emoção veio novamente à tona quando Elano (camisa 7) marcou o segundo gol, que veio acompanhado de toca alegria e animação da torcida brasileira que já refazia seus cálculos elevando o placar do jogo, mas o pior estava por vim e ele veio exatamente no momento em que ninguém realmente o esperava, a Coréia do Norte marcou um gol. Eles não fizeram apenas um gol, eles desfizeram a esperança que alguns ainda tinham do Brasil se recuperar e no pensamento dos insistentes ficou a seguinte frase: "vamos ver no que é que dá, afinal, nós somos brasileiros e não desistimos nunca". Final de jogo Brasil 2x1. Na entrevista coletiva Dunga falou o seguinte: "A estreia é sempre difícil, tem aquela ansiedade após um longo período de treinamento. Não só eu como os jogadores esperam uma melhora na próxima partida. Todo mundo quer fazer gol e ninguém quer levar. O importante é que o time teve mais velocidade no segundo tempo. O espírito é esse. Não podemos nos contentar com o que passou. A gente quer sempre mais."

Exatamente, nós queremos muuito mais...
Queremos sentir a emoção e a pulsação dos nossos corações, que desejam pular e gritar por vitórias, que desejam chorar lágrimas frias que se tornam tão quentes quando são pelo Brasil, que desejam viver novamente a grande emoção de conquistar a copa, manter seu título e por fim e tão realmente importante, tornar-se HEXA campeão.

Nenhum comentário: