domingo, 30 de outubro de 2011

Contra o tempo.

E assim nossa história vai se dividindo, entre fatos vividos e esquecidos. Às vezes bate aquele vazio, aquela saudade por coisas poucas. É, talvez seja esse o meu erro, desejar coisas que não me acrescentam em nada. Desejar, querer, sonhar, tudo pode se acabar em segundos, mudando de uma só vez todas as pretensões que a sua vida tinha de se transformar.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Menos x Demais.

Às vezes, a gente erra por fazer demais, amar demais, ou esperar demais e querer demais, sem nem ao menos entender que deveríamos fazer essas coisas com um grande MENOS de expectativa e confiança. Pois, os outros nunca entendem nossas razões de fazer essas determinadas coisas no DEMAIS da coisa mesmo. 

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Ser... humano.

Você olha, espera, se apaixona, cria esperança, chora, espera mais um pouquinho, chora de novo, desapaixona, chora, pensa que ainda gosta, chora, olha e esquece. A paixão nasce abrasadora e morre abrasada. Sentimento sem razão, espera sem lógica, carinho sem medida. E dessas não medidas surgem tantas possibilidades, tantos sentimentos, sonhos, caminhos, desenvolve-se o ser irracional, real.

Sem nexo.

É como grão de areia, pó de giz, água em boeiro, pedra em nariz. 
É como o chão no teto, dedo da mão no pé, olho no ouvido, passos em ré. 
E cantando vou seguindo na estrada desses mistérios, 
sem saber do que escrevo nem do que escreverei.

Deserto.

São nesses tempos de neutralidade, que vivo e me delicio dos desprazeres de estar no deserto... Aqueles de sentimentos mesmo. Gostamos SEMPRE de questionar o sofrimento, o amor não correspondido, as decepções. E quando você não tem nada a questionar? Quando não tem ninguém para amar ou brigar ou reconciliar e brigar de novo? Às vezes é preciso se perder em alguém para que esse alguém te mostre o caminho para você mesmo.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Um dia o tempo faz sentido

"Um dia você entende que o tempo não é inimigo. E que ele é o nosso maior mestre. Que tudo vem na hora que deve vir." Clarissa Corrêa

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Noções de Contabilidade

Uma amiga, Maervelym, mandou-me isso. Achei muitíssimo interessante e decidi postar.

PARA QUEM NÃO ENTENDE NADA DE CONTABILIDADE, VAMOS EXPLICAR MAIS OU MENOS COMO FUNCIONA:

A Solteira é Crédito
A Casada é Débito
A Viúva é Ativo Imobilizado
A Cunhada é Provisão para devedores duvidosos
A Bonita é Lançamento
A feia é Estorno
A feia e Rica é Compensação
A Bonita e Rica é Lucro
A Ex-namorada é Saldo de Exercícios Anteriores
A Namorada é Resultado de Exercício Futuro
A Noiva é Reserva Legal
A Esposa é Capital Integralizado
A Vizinha é Ação de outras companhias
A Amante é Empresa coligada
As Operações Plásticas são Benfeitorias
As Gestantes são Obras em Andamento
As Que Dão Bola são Incentivos Recebidos
As Que Não São Viúvas, Casadas ou Solteiras são Contas a Classificar
As Que Muito Namoram e Não se Casam são Saldo à Disposição da Assembléia
As Que são Surpreendidas em Flagrante são Passivo a Descoberto
E a sogra pode ser classificada como... PREJUÍZO ACUMULADO!!!

domingo, 16 de outubro de 2011

Fato.

Os homens não conseguem fazer, pensar ou sentir duas coisas ao mesmo tempo.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Zé Dassilva




Chá de "simancol"

Quando as únicas coisas que você tem a confiar é a consciência da sua loucura e a loucura do seu coração, desconfie. Esses não são os requisitos corretos esperados pelo mundo. Não tente fingir que você é feliz, ou que o mundo pode ser melhor, as pessoas não mudam, o mundo não vai mudar e não é você quem vai provocar essa mudança. Existe um princípio básico na convivência em sociedade chamado de "simancol", falta muito disso na cabeça do povo.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Dr. House

Uma pequena homenagem ao vício da vez: Dr. House! I love him.

1. “Everybody lies.” – Todos mentem.

2. “It´s not Lupus. It’s never Lupus.” – Não é Lupus. Nunca é Lupus.

3. “Normal is not normal.” – Normal não é normal.

4. “People don´t change.” – Pessoas não mudam.

5. “Reality is almost always wrong.” – Realidade está quase sempre errada.

6. “Almost dying don’t change anything. Dying changes everything.” – Quase morrer não muda nada. Morrer muda tudo.

7. “Read less, more TV.” – Leia menos, mais TV.

8. “That’s absurd. I love it.” – Isso é um absurdo. Eu amei.

9. “Truth begins in lie.” – Verdades começam em mentiras.

10. “Symptoms never lie.” – Sintomas nunca mentem.

Fonte: Universal Channel
"Se eu cair, levante-me. Se eu chorar, consola-me. Guarda-me Senhor nos teus braços de misericórdia, porque a tua graça é a única causa de eu não ser consumida e o teu amor é o primeiro e último motivo pelo qual amei e ainda amo. O vento despenteia meus cabelos e a terra me cega os olhos. Estou perdida, ai de mim, Senhor, que sem os teus cuidados não teria nem vida."

Na maioria vezes que passamos por problemas, fechamo-nos completamente num buraquinho que denominamos nosso. A esse buraco damos o nome de “insegurança”. Para quem não sabe, a palavra “segurança” significa “estado, qualidade ou condição de seguro”, também dizemos que é a “condição daquele ou daquilo em que se pode confiar”. Então, quando passamos por tribulações perdemos momentaneamente o foco daquilo que antes acreditávamos. É como se acontecesse um terremoto e a rocha na qual estávamos firmados ficasse “em falso”. Daí desconfiamos da segurança que tínhamos e passamos a enxergar as coisas com a visão embaçada pelo sofrimento, perdemos a fé. 

É importante lembrar que a vida cristã é marcada por altos e baixos, afinal, não somos perfeitos, seguimos aquele a qual a perfeição é inalcançável por nós. Somos pecadores, fato. E não deixaremos de o ser só porque acreditamos ou deixamos de acreditar em algo ou em alguém. Somos humanos e precisamos reconhecer até onde vão as nossas limitações. Somente a partir daí que saberemos qual a barreira que deve ser quebrada/superada/trabalhada dentro de nós.

sábado, 8 de outubro de 2011

"...mais do que palavras, procurei no teu sorriso o motivo da minha felicidade."

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Mão da esperança

Bem, uma amiga minha, Thaysa, falou-me sobre uma imagem que andava circulando pelo face. Esta, fruto de um sentimento sincero e de uma verdade inegociável. Peguei-a de Hugo Teixeira, que a encontrou também no face de um usuário americano. Como bem colocado na descrição da imagem, esta deveria ser a imagem do ano ou até mesmo da década. Trata-se da ligação entre cirurgião e paciente, neste caso, um bebê ainda por nascer... Este bebê sofria de uma doença chamada Espinha Bífida e, caso fosse retirado do útero da mãe, morreria. Este cirurgião é um dos únicos a terem a capacidade de operar o feto, ainda no útero da mãe. A operação foi um sucesso e, quando o cirurgião se preparava para fechar a pequena incisão que tinha feito para alcançar o bebê, este esticou a mão (já perfeitamente formada) e agarrou um dos dedos do cirurgião, como se lhe estivesse a agradecer pela "vida" que o cirurgião tinha acabado de lhe dar. Nas palavras do cirurgião: "foi o momento mais emocionante da sua vida".

A imagem apenas saiu num artigo de um jornal secundário americano.

P.S: O bebê se chama Samuel Alexander Armas e na época só tinha apenas 21 semanas. A mãe do pequeno Samuel, enfermeira obstetra em Atlanta ficou sabendo que o médico Dr. Joseph Bruner, que clinica no Vanderbilt University Medical Center em Nashville, poderia realizar esse tipo de procedimento cirúrgico de elevado risco em seu bebê. Os editores nomearam a foto como "Mão da Esperança". Samuel nasceu com perfeita saúde no dia 02/12/1999.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

 
 Não se desgaste explicando:
as pessoas só acreditam no que querem acreditar.

(Paulo Coelho)

sábado, 1 de outubro de 2011

More than words


Dizer eu te amo
Não são as palavras que eu quero ouvir de você
Não é que eu não queira
Que você diga, mas se ao menos você soubesse
Como poderia ser fácil me mostrar o que você sente
Mais do que palavras é tudo que você tem que fazer para tornar real
Então, você não precisaria dizer que me ama
Pois eu já saberia...

O que você faria se meu coração fosse partido em dois?
Mais do que palavras para mostrar o que você sente
Que seu amor por mim é real
O que você diria se eu jogasse essas palavras fora?
Depois você não poderia tornar as coisas novas
Só dizendo eu te amo

Mais do que palavras

Agora que tentei conversar com você e te fazer entender
Tudo o que você tem que fazer é fechar os olhos e estender as mãos
Para me tocar, me abraçar, não me deixar partir jamais
Mais do que palavras é tudo que você tem que fazer para tornar real
Então, você não precisaria dizer que me ama
Pois eu já saberia...

O que você faria se meu coração fosse partido em dois?
Mais do que palavras para mostrar o que você sente
Que seu amor por mim é real
O que você diria se eu jogasse essas palavras fora?
Depois você não poderia tornar as coisas novas
Só dizendo eu te amo

(Extreme)

Evolução


Todo POKEMON evolui!

Damon, o retorno!





E aí vai a homenagem pela tão esperada volta de The Vampire Diaries, terceira temporada.
E que venham muito mais gifts de Damon!