segunda-feira, 14 de junho de 2010

Amar


Amar é viver com o coração batendo à porta da imaginação sem saber o porquê nem o pra quê de tudo isso.

Amar é não entender o motivo do sentimento. É contar e viver cada momento sem entender a dimensão que preenche cada vazio que forma o ser que vive dentro de você. É contar os dias e as horas em busca de palavras que não entreguem teu sentimento e que avivem cada partícula do coração alheio que pulsa a cada segundo chamando o seu nome.

Amar é entender uma língua desconhecida, é buscar a compreensão das expressões, é fazer crescer sua linguagem, é mostrar que as palavras expressam bem mais que o firmamento de uma vida, mas o mistério da origem do seu mundo.

Amar não é falar e escutar, mas sim, é fazer e vivenciar cada uma dessas palavras que formam o emaranhado de ideias que preenchem o teu entender da vida, do mundo e do homem, pois, o amor é quem dá origem a vida e a vida é quem faz o amor, porque viver é fazer acontecer e o acontecer depende de cada um de nós.

Nenhum comentário: