domingo, 20 de junho de 2010

Copa do Mundo - Brasil x Costa do Marfim


Sem palavras, simplesmente sem palavras. O time que há 6 dias demonstrou ser despreparado e incapacitado de conquistar o HEXA, mostrou-se ser extremamente capaz de trazer essa tarça novamente para nós, calar a boca de muuita gente que falou mau da escalação de Dunga e manter o título que o Brasil têm de ser o país do futebol. A emoção que inundou o meu coração desde o primeiro tempo é sem definição e sem inscrição em línguas conhecidas, apenas posso resumir o sentimento em uma palavra: "esperança", uma esperança que antes mesmo da Copa se anunciar já havia tomado por completo o meu ser, me fazendo apenas uma espectadora do meu próprio sentimento, fazendo-me apenas mentora de algo tão grande que não cabe no peito de uma pessoa só, mas na cabeça e no coração de milhares de brasileiros que teem esse mesmo sentimento, essa mesma "esperança". Quando eu penso no Brasil, eu vejo um país não tem cor, nem raça, nem cultura, nem virtudes, nem segredos, eu vejo invenções, vejo uma outra dimensão de significados para a vida. No brasil, eu vejo que enfrentamos e criamos uma outra noção do que é viver e por mais que você leia essa frase e diga: "espera aí, ela disse a mesma coisa, só que em outras palavras", e é exatamente isso que o Brasil faz, ele criou uma nova forma de dizer a palavra esporte e essa forma se chama "esperança", "confiança", "união", "luta", "perseverança" e por mais que o espectador não goste ou não conheça nada sobre tal acontecimento, esporte ou coisa, ele vibra e canta e pula mesmo assim, porque ser brasileiro não está em nada palpável, não está em nada que se possa ver ou crer, mas está no sangue, está na mistura feita no Brasil cujo nome é: "miscegenation", "mestizaje", "incrocio di razze", "異人種間結婚".... E em nossa querida e amada língua "miscigenação". Brasil x Costa do Marfim, um jogo duro e sofrido, pau à pau, mas que graças a Deus o Brasil deu umas pauladas mais certeiras, das quais surgiu 3 gols, contra 1 do CDM.

"Eu, sou brasileira, com muito orgulho, com muito amorr..."

SE O TÉCNICO DA SELEÇÃO FOSSE JOSELITO, ACONTECERIA ISSO...

Nenhum comentário: