sábado, 5 de junho de 2010

Lua de mel - Amanhecer


"Nossas taças se tocaram em um movimento rápido, e eu, como sempre, desastrada, fiz metade do líquido de minha taça se derramar sobre mim. Fiz menção de me secar com um dos lençóis da cama, mas Edward me impediu. “Espere. Você sabe que eu não aprecio muito o gosto das bebidas mesmo... O mais divertido não é o que estou bebendo no momento, mas como,” e deu um sorriso absolutamente diabólico, antes de se inclinar sobre mim para provar com a língua as gotas que escorriam por meu corpo. Tive que me segurar para não pular mil vezes com o toque frio deslizando por mim; sentia o rosto pegando fogo. Quando ele terminou, eu estava com a respiração totalmente instável, e com certeza estava tendo uma arritmia, porque eu sentia que às vezes meu coração esquecia de bater. Ele me manteve o tempo todo sentada, com as pernas entreabertas, para que pudesse ter acesso a todos os lugares por onde o champanhe escorrera. Não sei como não desmaiei. Talvez tenha desmaiado sem perceber..."

Para quem leu umas mil vezes a cena da lua de mel e perguntou para si mesma: "que merda é essa?", pois é, tem um capítulo banido. Quem estiver interessada no download desse capítulo, acesse o link: Lua de mel

3 comentários:

Bervelly disse...

Meniiina, que conto erótico!!
Athooron o perigo de Edward!

Anônimo disse...

Esta tudo?!simpatizei muito o vosso blogue!
Deem uma olhada tambemno meu forum em http://www.betraiser5eurosgratis.pokersemdeposito.com/ , sobre Poker Online!
Au revoir

Layra disse...

O que que é isso flor? Assim você me mata do coração antes do tempo, bem antes, sou muito nova para morrer.
Ai, como eu amo o Edward, ele é tuddo se bom... ulala.
Parabens, beijos.