terça-feira, 29 de junho de 2010

Nunca mais

Você foi para mim uma doença terminal, que veio, instalou-se e foi embora. Não vou dizer que estou plenamente feliz por você ter partido, na realidade, até consigo sentir saudade. Mas, essa falta que eu sinto não é pelo o que você representa, mas sim, pelo o que você me fez sentir. Sei que esse tipo de doença sempre volta, em um lugar ou em outro. Eu sei, estou ciente de tudo e digo “nunca mais”. Nunca mais quero sentir a dor das tuas mentiras, dos teus sintomas e das minhas reações a elas. Nunca mais quero ter que sofrer decepções com pessoas que pensei ser amigas, mas que na verdade só estavam comigo por sua causa. Nunca mais quero me sentir impossibilitada de sair com os meus velhos amigos, curtir a vida sem me preocupar com o que você vai dizer sobre isso e ser feliz. Nunca mais quero sentir as lágrimas chegando aos olhos, a garganta ardendo e o coração doendo ao lembrar do teu nome. Nunca mais quero ver meus cabelos caindo, meu corpo mudando e minha vida sendo sugada pelas suas mãos. Sei que posso parecer masoquista ao dizer que sinto tua falta, mas eu sei que você me deu algo que nada nem ninguém conseguiu me dar antes, e isso é maturidade. Então, sem mais delongas, quero te dizer adeus, até nunca mais, pois, por mais que você tenha me dado coisas, você tirou muito mais.

"O céu é azul, as flores podem ser vermelhas, mas nenhum amor deve valer o preço da sua liberdade."

Versos




"Chorei três horas, depois dormi dois dias.Parece incrível ainda estar vivo quando já não se acredita em mais nada. Olhar, quando já não se acredita no que se vê. E não sentir dor nem medo porque atingiram seu limite. E não ter nada além deste amplo vazio que poderei preencher como quiser ou deixá-lo assim, sozinho em si mesmo, completo, total.Ando meio fatigado de procuras inúteis e sedes afetivas insaciáveis."

Caio Fernando Abreu

Copa do Mundo - Brasil x Chile

Sem mais rodeios e sem palavras bonitas, quero expressar aqui, as minhas mais felizes alegrias pela vitória do Brasil, ele realmente se superou. E já começam as apostas de quem o Brasil vai enfrentar na final. Digo, seria emocionante se fosse com a Argentina, tenho ceerteza que Maradona sairia do estádio hospitalizado. hehehe

Brasil 3 x Chile 0 - vitória mais do que merecidaa!
1º gol: Juan (de cabeça)
2º Luís Fabiano (driblou o goleiro)
3º Robinho (pedala Robinhoooo)
Só faltou o de Kaká!

Que venha a Holanda...

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Amor sanguinário

Agora posso ouvir os passos e sinto que ele se aproxima cada vez mais. Não havia estrelas no céu e a lua havia se escondido. Por mais que aquela noite estivesse sem brilho, ainda dava pra ver as sombras, elas se mexiam em um compasso irregular e mesmo sentada na grama onde se iniciava o rio, eu ainda podia ouvir a voz dele chamando o meu nome. A festa estava bombando como sempre, as luzes magníficas, elas formavam um emaranhado de pisca-piscas que chegavam a te deixar zonza, a música bem ornamentada e também enfeitada, o ambiente estava o mais natural possível para uma festa de artistas. Tudo era muito brilhante, tudo era muito convidativo. Mas eu, particularmente, não via graça em nada disso, na realidade, eu estava lá por causa dele, somente por ele. Senti que os passos haviam se estabelecido e agora o som estava se emoldurando do meu lado, vi, mas não senti o movimento rápido que ele fez. Há um segundo eu estava sentada na grama, refletindo sobre a vida, no outro eu estava deitada no chão e ele sobre mim. Tentei falar, mas todas as tentativas foram em vão, ele silenciou-me com um beijo que há meses eu sonhava, deslizou a sua mão pela minha nuca e acariciou os meus cabelos. O encontro dos nossos lábios foi como em um encontro entre nuvens. Tão macio, tão doce, tão suave, eu sentia ele me devorando e ao mesmo tempo eu o devorava, os nossos lábios se encaixaram como se tivessem sido criados para experimentar aquele momento, aquela pessoa. Ali, não houve apenas uma troca de sentimentos, mas uma troca de almas. Foi como em um sonho, nunca imaginei, nem sonhei, nem nunca cheguei a arquitetar tal ato, mas aconteceu e foi ótimo. Mas, de repente, aquelas mãos que antes me abraçavam, aquela boca que tanto me beijava, aquele corpo que antes me queria, feriu-me o coração, senti a faca entrando no meu peito, senti a dor pulsando por meu corpo. Olhei em seus olhos e ali encontrei lágrimas, então, olhando novamente para aqueles olhos, olhando novamente para aquele rosto que eu tanto amei, disse minhas últimas palavras que saíram em sussurros: "Como você pôde? Você disse que me amava. Disse que me amava como eu era! Disse que não se importava. Disse que arrumávamos um jeito. Disse que fugiríamos...", mas a única e última coisa que eu ouvi foi: "Eu ainda te amo!".

Passa tempo

"Se for pra amar, me ame como eu sou!"

Diálogo: "Os homens são de Marte e as mulheres são de Vênus"

Conversa no msn com Bervelly, estávamos trocando umas ideias sobre o livro que ela tá lendo e tentando chegar a um consenso sobre relacionamentos.

* tô lendo o livro: "Os homens são de Marte e as mulheres são de Vênus" e estou percebendo que nós mulheres, realmente temos mania de dar palpite.
*com ceerteza, não tenho dúvidas disso!
*damos palpite em tudo mesmo sem sermos convidadas e isso faz com que os homens se sintam diminuídos. Já prestou atenção como eles acham ruim quando nós queremos resolver algum problema deles dando nossas opiniões???
*claaro que sim.
*eles acham que nós pensamos que eles não conseguem resolver o problema sozinhos. kkkkkkk
*a questão é a seguinte: "eles não conseguem", dizem que a mulher tem mania de falar, de complicar as coisas, mas quem complica são eles. Porém, temos que dar a césar o que é de césar, algumas mulheres só complicam mesmo. Depende do grau de maturidade.
*mas de certo modo eles também tem razão, entenda, mulheres são naturalmente complicadas.
*e é isso que eu tô dizendo, depende do grau de maturidade.A questão é...Tem algumas mulheres que não sabem o que é um b com um a e tem homens que são tão ignorantes que não entendem um 1 com um 3.
*isso é verdade.
*aí entra a questão cálculo e do vocabulário, o homem calcula bem, mas a mulher se espressa melhor.
*eles precisam ser mais sensíveis...As vezes sinto falta disso no meu namorado.
*e por outro lado, as mulheres tem que ser mais conscientes. Pois, é exatamente essa falta, que faz com que surja uma guerra entre sexos, quem é melhor, pior ou mais importante.
*com ceerteza. Porque tipo, não precisamos que eles tentem consertar nossos problemas. Queremos que eles nos entenda, que nos abrace, nos dê conforto, mas eles têm a mania de achar que tem que consertar.
*tem gente que quer viver a vida através de outras pessoas. E não pode ser assim. Mesmo que duas pessoas namorem, noivem e se casem, tem que existir a esfera pessoal/individual de cada um...
*é falta de conversa, pois, mesmo sendo diferentes, podemos falar em uma mesma língua.
*é isso aí, não pode perder o diálogo.
*quando duas pessoas tem o mesmo objetivo, o mesmo sentimento, isso pode ser bom ou ruim. Bom, se souber caminhar junto. Ruim, se o egoísmo falar mais alto. Porque individualismo é diferente de egoísmo.
*com ceertezaa.
*tô passando por aquela fase no namoro que é: "ou vai ou racha". Sei que precisamos dialogar. Sabe outra coisa que erramos na relação homem/mulher? Queremos que eles sejam do nosso jeito.
*veerdade, mas temos que entender que quando se ama, temos que amar o pacote completo, mesmo com todos os erros e acertos.
*e a falta disso vai fazendo com que o relacionamento se desgaste. Porque vamos nos decepcionando com a tentativas frustradas de mudar o outro.
*é! Criamos muitas expectativas.
*Por isso estou achando esse livro importante. Agora sei que tenho que aceitar ele do jeito que ele é e ele do mesmo jeito.

domingo, 27 de junho de 2010

Comunicadoo



O que te leva a pensar que pode mandar em mim? Sou livre feito ave que voa pelo céu do mais limpo e puro azul, sou uma imensidão enquadrada em um círculo cheio de triângulos, sou a junção do bem e do pior, do céu e da escuridão que cerca o teu amanhecer. Sou as incertezas mais incertas que já tive que conhecer, sou a dor mais que intensa que tive que fazer, sou as escolhas que fiz e que faço, mas nunca serei aquilo que pensas, pois o que pensas está no teu ideal e eu deixei de ser ideia há muito tempo. Sou de carne e osso, não sou só uma, sou várias, sou um conjunto, se me queres leva o pacote completo, mas depois não diga que eu não avisei.

sábado, 26 de junho de 2010

O homem que chorava diamantes


Quando eu era mais nova, ouvi a história de um homem que chorava diamantes, não que as lágrimas saíssem no formato de diamante, mas quero dizer que todas as lágrimas juntas os formava. Quando pequeno, esse menino que ganhou o nome de Diamond, cresceu em meio a crueldades, a sofrimentos sem escrúpulos, cresceu conhecendo o que era dor, mágoa, sem saber o que era amor. Todos, todos a sua volta queriam algo seu, queriam as suas lágrimas que só se transformavam em diamante quando ele dormia. Os anos foram passando e cada vez mais os diamantes se tornavam preciosos, graciosos e brilhantes, o menino se fez homem e esse homem descobriu o que era amar. Ele fugiu, foi embora com a sua paixão, começou uma nova vida e reescreveu a sua história, conheceu pessoas boas, viveu novas experiências, sorriu e riu de si mesmo, sentiu que finalmente tinha encontrado o seu lugar no mundo. Mas o seu segredo não ficou inerte, ele finalmente veio à tona acompanhado de alegrias e tristezas. No início foi tudo maravilhosamente bem, mas aquelas pessoas que ele aprendeu a amar, feriram impiedosamente o seu coração e ele viu, que o problema não estava nas pessoas, mas sim nos homens. Ele caminhou durante anos, relembrando os seus conceitos, buscando os preconceitos que habitavam dentro de si. Ele vagou por entre caminhos, buscando uma outra saída para entender a sua existência e foi aí que esse homem que chorava diamantes, decidiu usufruir do seu tão doce e valioso dom...


*    *    *    *    *    *    *    *    *    *    *    *    *    *    *    *    *    * 


“Corpos espalhados pelo chão, fogo, miséria, sofrimento, esse era o quadro que se achava pintado quando cheguei naquele lugar. Mas, em um canto bem distante da floresta, ouvi gritos e mais gritos. Saí correndo feito louca, procurando por aquela voz que tanto gritava de desespero e de dor, quando cheguei perto do bosque, vi um homem adormecido no chão e ao redor dele vi milhares de diamantes espalhados. Suas mãos eram escarlates de tanto sangue, suas roupas estavam rasgadas e chamuscadas pelo fogo, vi marcas pelo corpo, que indicavam sinais de luta, e por fim, olhei para seus olhos e não os encontrei, vi diamantes cobertos pelo sangue e pensei, ele finalmente adormeceu com seu dom, descobriu o propósito da sua existência e morreu pela sua ganância...”

MORAL DA HISTÓRIA: "Por mais que do coração do homem procedam todos os maus desígnos, não significa que você deve segui-los. Por mais que nasçamos em uma época onde já existam ideias e ideais formados, temos que criar as nossas próprias crenças."

Passa tempo


"É um bem querer que diz que não me quer..."

Amores


Tem gente que tem cheiro das estrelas que Deus acendeu no céu e daquelas que conseguimos acender na Terra. Ao lado delas, a gente não acha que o amor é possível, a gente tem certeza.

Ana Jácomo

Desejos


"Dei e te dá muito mais que esperavas, momentos sim, momentos de lucidez misturados de insanidade..."
Quem dera eu acordar e não estar em um mundo assim, palavras que vem e ferem e que fazem buracos pra vida toda. O problema é que eles deveriam cicatrizar, mas eles não cicatrizam, permanecem aqui, bem abertas. Quem dera eu viver num sonho, num paraíso, em outra realidade, deve ser por isso que eu leio, porque quando leio, me esqueço de mim, esses são momentos que marcam, maltratam, machucam, mas que assim como o tempo eu espero que passem, pois já não aguento tanta pressão. Quero viver a vida sim, mas como viver essa vida em meio à tantas contradições e incertezas? Vejo de um lado a verdade consagrada por anos, por séculos, por milênios, olho do outro e vejo a vontade, a realidade. Um misto de desejo, vontade e curiosidade. Eu vejo a sede do meu ser em conhecer tudo e ao mesmo tempo ser esse tudo. Mas quando eu falo em ser tudo, eu não me refiro a coisas palpáveis. Estou falando de estar ciente do meu corpo, do meu ser, de estar ciente do mundo em que eu vivo e assim, só assim, saber o melhor para a minha vida.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Simplicidade de se viver a felicidade


Simples, simples vida que me rodeia,
tens que me vem felicidade,
mas não demora a simplicidade,
de versos frágeis como uma flor.

Tens e me tem total certeza,
do que sinto pela natureza
da minha vida, do meu amor.

No que crês maior destreza,
no que passou e aqui ficou,
mas não tem mais
um lugar em si.

E se escrevo,
o que me trás aqui,
não é você,
mas sim, sou eu
e novamente as incertezas.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Sessão Chuck Norris

Entrei no site www.drpepper.com.br e encontrei umas coisas bem legais! Aí me lembrei de um amigo meu e de Fifi, que gosta muuuito de Chuck Norris.




Doce ilusão


E como um cometa no meio da noite, você apareceu em meu jardim. Ainda me lembro das suas roupas amassadas, daquela rosa vermelha em sua mão direita, dos seus grandes e profundos olhos azuis investigando o meu rosto, minhas expessões. Lembro-me que naquela noite sua respiração estava acelerada, o coração batendo forte, você começou a dar passos lentos e precisos em minha direção e como se você lesse meus pensamentos, você estendeu a sua mão esquerda para mim e disse as seguintes palavras: “por mais forte que seja o amor, por mais singelas que sejam as palavras, por mais belas que sejam as flores, ninguém poderá jamais decifrar o que as palavras tão doces do meu coração, pintam e ornamentam o meu sentimento por ti. E por mais que você diga: ‘não dá certo”, eu digo: ‘eu farei acontecer’, mas cabe você decidir se vai deixar ou não eu entrar na sua vida”. Antes mesmo dele terminar as tão sonhadas e desejadas palavras, atirei-me em seus braços, sem me preocupar com quem ou onde estávamos. Ainda me lembro do gosto da tua língua em minha boca, lembro-me da fragrância do seu cheiro. Naquela noite, parecia que você tinha se colocado num pacote todinho para mim. Cada beijo seu, cada toque, cada palavra, aguçavam o meu desejo por tua boca, por teu corpo. Senti-me desfalecer várias vezes, quando você ousava atacar os meus lugares mais sensíveis. Beijo na nuca, mão nas costas, pegada nos cabelos, tudo me levava a um só pensamento, você. Mas quando me dei conta, eu já havia acordado da minha doce ilusão e você me perguntava se por acaso eu era lesa ou realmente não entendia os ponteiros das horas, foi aí que eu respondi: “Pra sua informação, está na hora de você cair fora e ir pra taba lascada, agora me dá licença, vou ali ser feliz e volto já”. hehehe

terça-feira, 22 de junho de 2010

Amizade


"Nunca se esqueça de alguém que nunca lembrou te esquecer, pois, são essas que ao você precisar de uma mão amiga, te darão logo as duas. E lembre-se, por mais que as melhores coisas durem pouco, é você que tem que torná-las inesquecíveis."

Novidades da saga

"Com gelo em meu coração, eu o assisti preparar-se para me
defender. Sua intensa concentração não traía sinais de dúvida,
apesar de ele estar em maior número. Eu sabia que nós não
podíamos esperar por ajuda - nesse momento, a família dele
estava lutando por sua vida tanto quanto certamente ele estava
pelas nossas."

Só pra descontrair...

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Lua de mel - Amanhecer


“Não se preocupe”, sua voz era um murmúrio. “Nós pertencemos um ao outro”. Aquelas palavras me emocionaram de uma forma indescritível, e removeram uma parte do meu medo de forma mais eficiente do que todas as minhas racionalizações. Suspirei profundamente, inalando o cheiro suave que vinha dos seus cabelos, misturado com o cheiro intenso dela toda. Puxei seu corpo para mais perto de mim, pousando minhas mãos em suas costas, colando minha pele contra a dela com cuidado, me deliciando com o calor que irradiava dela e do ambiente. Era a primeira vez que eu a tocava daquela forma tão completa, e sorri levemente ao pensar que era apenas o começo. “Para sempre”, foi tudo em que consegui pensar, antes de puxá-la mais para o fundo da água. Naquele momento eu era apenas e somente uma parte dela.

Solidão


E quando olho pra trás, me pergunto: "onde estão meus amigos?", "para onde foram aqueles que se diziam eternos, sinceros, leais...", "cadê minha sanidade?", "será que tudo foi em vão?". E as perguntas cega-me os olhos, faz-me uma simples e pequena monstrinha, que é incapaz de amar e de se entregar a coisas que não sejam supérfluas. As palavras giram em minha mente como uma roda gigante em um parque, vejo as luzes, mas não identifico os rostos daqueles que gritam sobre mim. Será que é um sonho ou ilusão? Será que vou viver assim para sempre? Com o peso do passado consumindo o meu presente, destruindo o meu futuro e arruinando os meus planos. Será que vai ser assim? Eu não mereço ser feliz pelo menos um instante?

"Sinto-me ando gira, entre os ramos do corpo sinta, que não me vem nem me retém, mas que refaz bem do que mais, mas que não tem nem vi se vem, mas já que vi te sinto, te faço, não mais."

Passa tempo


"Hoje eu acordei gostando mais de mim..."

Portugal, superioridade ou burrice?


Eu nem ía fazer essa comentário hoje, mas, depois de ouvir a prepotência e eloquência do mais idiota de todos os comentários que o treinador de Portugal declarou antes do início da partida contra a Coréia do Norte, deixou-me muito revoltada. Ele usou as seguintes palavras: "Estamos acostumados a enfrentar as tormentas do Cabo da Boa Esperança", disseram que Queiroz se referia ao fato de o navegador português Bartolomeu Dias, em 1488, ter vencido o mar agitado do Cabo descobrindo uma nova rota para o oriente. Mas lembrando-se de todas barbaridades cometidas por Portugal na época colonial, eu diria que esse comentário foi um tanto infeliz. Por isso, declaro guerra a Portugal, se ela quer mostrar a superioridade que a séculos vem tentando impôr aos demais países, principalmente ao Brasil, ela vai bater com a cara no muro, pois o Brasil vai mostrar que em termos de caráter, pode ter certeza que ele ganha, já em futebol, ele não ganha, ele esculacha, ele arrasa, ele fecha e com certeza vai fechar essa copa do mundo (e se não fechar, que se lasquem os portugueses).

domingo, 20 de junho de 2010

Copa do Mundo - Brasil x Costa do Marfim


Sem palavras, simplesmente sem palavras. O time que há 6 dias demonstrou ser despreparado e incapacitado de conquistar o HEXA, mostrou-se ser extremamente capaz de trazer essa tarça novamente para nós, calar a boca de muuita gente que falou mau da escalação de Dunga e manter o título que o Brasil têm de ser o país do futebol. A emoção que inundou o meu coração desde o primeiro tempo é sem definição e sem inscrição em línguas conhecidas, apenas posso resumir o sentimento em uma palavra: "esperança", uma esperança que antes mesmo da Copa se anunciar já havia tomado por completo o meu ser, me fazendo apenas uma espectadora do meu próprio sentimento, fazendo-me apenas mentora de algo tão grande que não cabe no peito de uma pessoa só, mas na cabeça e no coração de milhares de brasileiros que teem esse mesmo sentimento, essa mesma "esperança". Quando eu penso no Brasil, eu vejo um país não tem cor, nem raça, nem cultura, nem virtudes, nem segredos, eu vejo invenções, vejo uma outra dimensão de significados para a vida. No brasil, eu vejo que enfrentamos e criamos uma outra noção do que é viver e por mais que você leia essa frase e diga: "espera aí, ela disse a mesma coisa, só que em outras palavras", e é exatamente isso que o Brasil faz, ele criou uma nova forma de dizer a palavra esporte e essa forma se chama "esperança", "confiança", "união", "luta", "perseverança" e por mais que o espectador não goste ou não conheça nada sobre tal acontecimento, esporte ou coisa, ele vibra e canta e pula mesmo assim, porque ser brasileiro não está em nada palpável, não está em nada que se possa ver ou crer, mas está no sangue, está na mistura feita no Brasil cujo nome é: "miscegenation", "mestizaje", "incrocio di razze", "異人種間結婚".... E em nossa querida e amada língua "miscigenação". Brasil x Costa do Marfim, um jogo duro e sofrido, pau à pau, mas que graças a Deus o Brasil deu umas pauladas mais certeiras, das quais surgiu 3 gols, contra 1 do CDM.

"Eu, sou brasileira, com muito orgulho, com muito amorr..."

SE O TÉCNICO DA SELEÇÃO FOSSE JOSELITO, ACONTECERIA ISSO...

sábado, 19 de junho de 2010

"Um dia a gente cresce..."


Viver nem sempre é estar vivo,
mas é estar e fazer,
muito mais do que a vida nos permite.
É ser ou parecer ser,
algo que as pessoas não querem.
É viver e até se arrepender,
mas nunca dizer que não valeu.
Porque por mais que a vida seja louca,
você tem que ser mais louco ainda,
você tem que desafiar o destino.
Porque viver é uma jornada,
é um caminho, é uma escalada.
Viver é conviver com o incerto,
mas tendo a certeza que um dia a gente aprende,
que um dia a gente cresce.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

"Qual a primeira impressão que os homens têm de você?"


Você encanta os homens ou os repele? Acerta no comportamento na hora de conhecer alguém ou exagera na sedução? Através de diversas situações em ambiente diferentes, é possível saber em que posição você se encontra. Faça o teste abaixo e saiba que tipo de mulher eles acham que você é.

Sídrome da asa enferrujada


"Depois de sair de
namoros longos,
as recém-separadas
tendem a achar que
perderam o dom milenar
de bater as asinhas.
Aqui, um plano de voo
para moçoilas
destreinadas nas artes
da paquera."


Finalmente depois de uma longa e cansativa viagem em busca do seio familiar. Cheguei em meu doce e humilde lar. Ao chegar, fui atingida por uma chuva ininterrupta de informações mais do que importantes e relevantes para se colocar no Blog. Minha prima (a lokaa), passou a semana quase toda lendo os artigos e publicações da revista GLOSS e me trouxe várias ideias e sugestões para se por aqui. Então, lendo esses artigos, encontrei esse texto "síndrome da asa enferrujada" e me identifiquei bastante, pois, partilho desse mesmo problema e não consigo encontrar uma solução para ele.
Comecei a namorar muito cedo e desde o começo assumi um relacionamento sério. Detalhe, meu primeiro beijo foi com esse primeiro namorado e até agora ele é e foi o único. Meu namoro durou 3 anos, 4 meses, 18 dias e uns 5000000 milhões de beijos (kkkkk). Acredito que vocês já perceberam a gravidade do meu problema, que ultimamente tem se tornado o meu estado terminal de pensamentos voltados para a vida amorosa que começa com a paquera. Mas surgem aquelas perguntinhas básicas: "como se paquera?", "será que eu sei?", "quem eu devo paquerar?", "será que ele gosta de mim?". Esqueça essas perguntas e parta logo para o ataque, pelo menos é isso que o autor dos livros Xaveco.com e Manual do Xavequeiro, Fabiano Rampazzo diz. Por mais que pareça um conselho idiota, essa é uma daquelas coisas da vida que são idiotamente certeiras. Fabiano sugere que a mulherada mantenha a seguinte mantra em mente: "Paquera não é entrevista de emprego". Com isso ele afirma que "se alguém lhe fizer uma pergunta, faça a mesma coisa. Ou seja, pergunte sobre a pessoa também. Você precisa apenas demonstrar interesse em conhecer alguém".
Para as moçoilas que andam destreinadas na arte da paquera é preciso "dar vazão a interesses que estavam reprimidos por causa do namoro", por meio deles você construirá novos caminhos e, caso esteja interessada e pronta para encontrar outros parceiros, terá chances de conhecer gente interessante. No entanto, antes de ter um relacionamento sério, a mulher tem que passar por uma fase de exploração para saber o que espera e procura em um homem. Mas antes de tudo isso, uma coisa é certa, se antes você se dedicava 100% ao seu antigo relacionamento, passe a ser a prioridade para você mesma, pois a mulher antes de encontrar um parceiro, ela precisa se achar.

Planeta eu


Quando percebi, estavam todas amarelas. A primavera chegou sem eu ter dado conta que o solo já tinha sido rasgado. De longe não dá pra notar. Mas, de perto, elas aparecem demais. Tudo que é visto de muito perto, perde seu encanto e mistério. As espinhas amarelas cobrem minha cara e é uma pena que não posso chamá-las de flores.

Parei de chorar na frente dos outros na mesma época que comecei a chorar sozinha no meu quarto. Sinto o gosto salgado das lágrimas toda vez que elas chegam na minha boca, mas não sei dizer se é bom ou ruim. Talvez eu preferisse o gosto do danoninho de morango congelado que insistia em chamar de sorvete quando era criança. Mas isso já faz tempo.

O chaveiro rosa escrito "Identities" arrebentou-se do zíper da minha mochila e achei que foi um recado para mim. Lembrei de uma frase que li em um blog: "Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre". Chego a conclusão de que crescer é se conhecer cada vez mesnos.

Hoje, o MSN apita, indicando que você entrou e espero feito idiota você me dar oi. É claro que você não diz nada. Eu digo "e aí?" e só fico imaginando você fechando a janela e me ignorando, antes do seu status mudar para "away". Gostaria de poder culpar as espinhas por isso, mas você nem sabe que elas estão aqui.

Ainda insisto em ler livros e ver filmes que me fazem pensar. Talvez seja a única da minha idade que gosta de fazer isso. Ou talvez seja mesma de um planeta diferente, esperando para ser resgatada e então encontrar aqueles que se parecem comigo.

Esmir Filho

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Copa do Mundo - Brasil x Coréia do Norte


Tenho que admitir, o jogo não foi bem o que eu esperava, na realidade não foi nada do que os torcedores da nossa querida seleção sonhava. Como sempre houve a entrada dos times rivais e a emoção ao cantar o hino do nosso maravilhoso país foi tremenda (pelo menos da minha parte). Mas o tempo continuou passando e o ritmo que antes era de aquecimento continuou e simplesmente estagnou-se, os jogadores continuaram em um ritmo totalmente diferente do que se costuma chamar de jogo. O primeiro tempo foi total e completamente decepcionante, o Brasil se portou como um time despreparado e incapacitado de conquistar o Hexa, mas é claro que não podemos desclassificar e desclalificar a atuação dos jogadores da nossa seleção cuja escalação feita por Dunga foi duramente criticada pelos brasileiros. No primeiro tempo nomes como Maicon, Robinho, Kaká, Elano, Lúcio e Luis Fabiano se destacaram bastante, uns pelas suas jogadas impressionantes, outros pelas imprudências incoerentes em um momento de extrema tensão. No segundo tempo a seleção começou a se superar e a ganhar velocidade o que favoreceu bastante a estratégia de jogo, trazendo grande surpresa aos jogadores coreanos que ficaram despertos após o primeiro gol feito por Maicon (camisa 2), que quebrou um tabu que a 24 anos não era quebrado (um lateral-direito fazer um gol) e também foi eleito pela Fifa o melhor jogador em campo na estréia. Logo após a emoção veio novamente à tona quando Elano (camisa 7) marcou o segundo gol, que veio acompanhado de toca alegria e animação da torcida brasileira que já refazia seus cálculos elevando o placar do jogo, mas o pior estava por vim e ele veio exatamente no momento em que ninguém realmente o esperava, a Coréia do Norte marcou um gol. Eles não fizeram apenas um gol, eles desfizeram a esperança que alguns ainda tinham do Brasil se recuperar e no pensamento dos insistentes ficou a seguinte frase: "vamos ver no que é que dá, afinal, nós somos brasileiros e não desistimos nunca". Final de jogo Brasil 2x1. Na entrevista coletiva Dunga falou o seguinte: "A estreia é sempre difícil, tem aquela ansiedade após um longo período de treinamento. Não só eu como os jogadores esperam uma melhora na próxima partida. Todo mundo quer fazer gol e ninguém quer levar. O importante é que o time teve mais velocidade no segundo tempo. O espírito é esse. Não podemos nos contentar com o que passou. A gente quer sempre mais."

Exatamente, nós queremos muuito mais...
Queremos sentir a emoção e a pulsação dos nossos corações, que desejam pular e gritar por vitórias, que desejam chorar lágrimas frias que se tornam tão quentes quando são pelo Brasil, que desejam viver novamente a grande emoção de conquistar a copa, manter seu título e por fim e tão realmente importante, tornar-se HEXA campeão.

Noite das solteiras


Infelizmente boa parte das fotos da noite das solteiras foram perdidas, mas pra não dizer que eu não coloquei nada a respeito da nossa noitee, decidi colocar pelo menos a foto do nosso slogan! Esperamos desejosas que não haja necessidade de guardar o modelo para fazer o ano 2 (kkkkk...).

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Amar


Amar é viver com o coração batendo à porta da imaginação sem saber o porquê nem o pra quê de tudo isso.

Amar é não entender o motivo do sentimento. É contar e viver cada momento sem entender a dimensão que preenche cada vazio que forma o ser que vive dentro de você. É contar os dias e as horas em busca de palavras que não entreguem teu sentimento e que avivem cada partícula do coração alheio que pulsa a cada segundo chamando o seu nome.

Amar é entender uma língua desconhecida, é buscar a compreensão das expressões, é fazer crescer sua linguagem, é mostrar que as palavras expressam bem mais que o firmamento de uma vida, mas o mistério da origem do seu mundo.

Amar não é falar e escutar, mas sim, é fazer e vivenciar cada uma dessas palavras que formam o emaranhado de ideias que preenchem o teu entender da vida, do mundo e do homem, pois, o amor é quem dá origem a vida e a vida é quem faz o amor, porque viver é fazer acontecer e o acontecer depende de cada um de nós.

Pós-dia-dos-namorados!


Era para eu ter escrito ontem, mas não vou mentir, estava sem um pingo de coragem, criatividade e força pra escrever. Passei o dia inteiro digamos que com "ressaca" devido a festa que dei no meu ap para comemorar o dia dos sem-namorados ou como diria as solteiras inteligentes, a noite das solteiras. A festa não teve nada demais, somente aquelas mesmas coisas que se fazem em festa, convidei umas amigas, organizamos os comes e bebes, fizemos brincadeiras e contamos aqueles segredos mais ocultos no jogo da verdade, colocamos umas músicas fechosas e dançamos até não podermos fazer mais nada. É muito engraçado as voltas que a vida dá, nunca saberemos o que realmente vamos ser ou fazer daqui a alguns anos, mas tem uma coisa que sempre permanecerá intacto, que é o que nós somos, pelo o que lutamos e no que acreditamos. Então, por mais que façamos coisas loucas ou que não saibamos mais o que será das nossas vidas, por mais que fiquemos solteiros ou sozinhos e sejamos abandonados, sempre existirá no fundo de cada um de nós a solução, pois, o que os olhos não veem e o que o coração se nega a sentir é o que nos fará passar por cima de tudo para continuarmos as nossas vidas, sem jamais esquecer que o princípio de uma vida é o amor próprio.

sábado, 12 de junho de 2010

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Justificativa...


Já faz uns 4 dias que não escrevo, MAS logo logo resolverei essa situação. Anteriormente escrevi sobre novos projetos para o Blog, como comentários sobre a COPA, a continuação do diálogo do beijo e outros diálogos, porém, devido a acontecimentos extracurriculares e extra-emocionas, fiquei impossibilitada de encontrar palavras para descrever o sentimento que tomou posse de mim, por essa mais breve e demorada semana. Geralmente sempre gosto de escrever, ler, assistir filmes e séries, mas ultimamente tenho vivido grandes emoções e dúvidas que vem tomando conta da minha vida e da minha alma, sentimentos que vem e vão em um misto de cores que tá mais pra frio do que pra quente. Nada que eu veja, faça ou fale, me faz chamar a minha atenção, estou procurando de todas as formas superar isso. Sei que é difícil, mas não vou parar de tentar. Espero eu que daqui pra terça, jogo do nosso BRASIL, eu escreva muitas e muitas outras coisas das quais prometi e com certeza estarei de dedos cruzados e com coração à mil, com a ligeira e permanente esperança que o HEXA É NOSSO!

10 vantagens de ser solteira...


Como já escrevi ,anteriormente, estou solteira. Então, nada melhor do que explorar o potencial da vida de solteira.

1. Você não é CORNA;

2. Não perde tempo imaginando se está sendo traída, onde ele está, o que está fazendo;

3. Pode paquerar sem dor na consciência;

4. Não dá satisfação;

5. Usufrui mais de si mesma;

6. PODE TER UM AMOR EM CADA PORTO (conhece várias línguas);

7. Conseqüentemente você viaja mais;

8. Não sofre por amor (só por falta);

9. Tem tempo para estudar e trabalhar;

10. Se você ainda não encontrou a sua metade da LARANJA, encontre a metade do LIMÃO, adicione vodka , açucar e gelo e seja FELIZ.


OBS: Enquanto não encontrar o CERTO divirta se com os ERRADOS...


Camila Tavares

quarta-feira, 9 de junho de 2010

É você


"É você meu desejo
Mais gostoso de viver
Você é o meu segredo
Meu prazer
A maior felicidade que encontrei
Um amor que na verdade acreditei
É quem faz bater feliz meu coração
Pra você eu entrego minha vida em suas mãos
Faz de mim uma prisioneira da paixão
Só eu sei como eu preciso de você..."

Délcio Luiz e Adalto Magalha (Exaltasamba)

Relicário


"Desde que você chegou
O meu coração se abriu,
Hoje eu sinto mais calor
E não sinto nem mais frio,

E o que os olhos não vêm
O coração pressente,
Mesmo na saudade
Você não está ausente

E em cada beijo seu
E em cada estrela do céu
E em cada flor no campo
E em cada letra no papel

Que cor terão seus olhos
E a luz dos seu cabelo
Só sei que vou chamá-lo
De......"

Nando Reis

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Liberação e Políticas sobre Drogas


Drogas são substâncias que produzem mudanças nas sensações, no grau de consciência e no estado emocional das pessoas. As alterações causadas por essas substâncias variam de acordo com as características da pessoa que as usa, da droga escolhida, da quantidade, freqüência, expectativas e circunstâncias em que é consumida. Essa definição inclui os produtos ilegais, que chamamos de drogas (cocaína, maconha, ecstasy, heroína), mas também produtos como bebidas alcoólicas, cigarros e vários remédios.As drogas que produzem dependência alteram a capacidade de escolher quando, quanto e onde usar. É ilusório pensar que um dependente químico tenha total liberdade sobre o seu comportamento e possa decidir plenamente sobre a interrupção do uso. É por isso que os dependentes persistem no comportamento, com grandes prejuízos individuais, para sua família e para a sociedade.
Comprovamos que na maior parte dos países, as políticas de controle de drogas tentam cumprir plenamente com as Convenções Internacionais sobre Estupefacientes; estas políticas provaram ser ineficazes para contra-atacar o tráfico de drogas ilícitas e pelo contrário, contribuíram para o seu aumento;causaram efeitos prejudiciais e contraproducentes; que os elos mais fracos da corrente de tráfico de drogas ilícitas (consumidores de drogas, correios e as povoações rurais implicadas no cultivo ilícito) sofreram de forma desproporcional os efeitos negativos das políticas de controle de drogas.
Por isso propomos aos governos do mundo tomarem certas medidas para melhorarem as atuais políticas de controle de drogas, incrementando com isso a sua eficácia, viabilidade e credibilidade.

"Falar sobre a liberação ou não-liberação do uso de drogas, nos leva a buscar o porquê de tantos pensamentos favoráveis ou contrários. Por mais que se tente negar é evidente que o Brasil se modernizou em bases feudais, o que consequentemente gerou uma massificação dos conteúdos voltados para essa política e gerou o que chamamos de crise, tanto uma crise no sistema, que fez com que surgisse o tráfico, quanto a degradação da sociedade, que se tornou pouco conscientizada e mal assistida pelo Estado. No que se traduz à respeito da legalização, fica claro que esse ato só é possível dentro de um país que possui subsídios para sustentar tal política, então, para se ter uma legalização é preciso atingir um certo grau de democratização."

QUAL A SUA OPINIÃO...CONTRA OU A FAVOR DA LEGALIZAÇÃO DAS DROGAS?

domingo, 6 de junho de 2010

Olhos que veem


"Por mais que os meus olhos vejam, eu nunca enxergarei plenamente o outro mundo que vive ao meu redor..."

Passa tempo


"Se amar é viver, chupe melancia."

Jô Soares

sábado, 5 de junho de 2010

Lua de mel - Amanhecer


"Nossas taças se tocaram em um movimento rápido, e eu, como sempre, desastrada, fiz metade do líquido de minha taça se derramar sobre mim. Fiz menção de me secar com um dos lençóis da cama, mas Edward me impediu. “Espere. Você sabe que eu não aprecio muito o gosto das bebidas mesmo... O mais divertido não é o que estou bebendo no momento, mas como,” e deu um sorriso absolutamente diabólico, antes de se inclinar sobre mim para provar com a língua as gotas que escorriam por meu corpo. Tive que me segurar para não pular mil vezes com o toque frio deslizando por mim; sentia o rosto pegando fogo. Quando ele terminou, eu estava com a respiração totalmente instável, e com certeza estava tendo uma arritmia, porque eu sentia que às vezes meu coração esquecia de bater. Ele me manteve o tempo todo sentada, com as pernas entreabertas, para que pudesse ter acesso a todos os lugares por onde o champanhe escorrera. Não sei como não desmaiei. Talvez tenha desmaiado sem perceber..."

Para quem leu umas mil vezes a cena da lua de mel e perguntou para si mesma: "que merda é essa?", pois é, tem um capítulo banido. Quem estiver interessada no download desse capítulo, acesse o link: Lua de mel

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Normalidade fora de mim


"Ser normal não é algo que eu não possa ser, 
é apenas uma coisa que está fora da minha realidade..."

Perdas


Hoje acordei com sensação de perda... Sabe quando tudo na sua vida vai bem? Quando você pensa que finalmente conseguiu tudo o que um dia sonhou? Pois é, se isso está acontecedo com você acorde logo, venha para o convívio das doces desilusões de uma vida mais que real, pois um dia você acorda e vê que tudo não passou de um lindo sonho pesadêlico! Viver e perder, perder e morrer, morrer é viver um sonho que já passou, é ficar estagnado dentro da sua própria consciência sem se dar conta que o mundo não é só de um, mas de bilhões que também vivem essas mesmas incertezas cheias de certezas malucas que rodam na cabeça de todos em uma frequência de loucura para pessoas sãs! Entender as perdas é entender o sistema da vida, não há só vencedores e perdedores, há pessoas que vivem e convivem com as provas do existir em cada momento de suas vidas, apenas cabe a elas lutar pelos seus sonhos e acreditarem que estes podem se tornar reais. Porque a realidade não é viver e apenas existir, mas é provar a existência para assim viver!

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Indagações


Certa vez me pergutaram de onde eu tirava palavras para descrever palavras. Eu respondi simples e sem complicação, não sei. Palavras devem ser trabalhadas, lapidadas, emolduradas conforme o nosso sentimento, não é questão de saber escrever, é o princípio de se saber sentir. Sentir os sentimentos, os momentos, as lágrimas, as decepções, as alegrias, os mínimos detalhes que formam o mundo ao nosso redor. Não que eu seja um expert, longe de mim isso, estou longe de alcançar a beleza das palavras inventadas e sentidas por cada poeta do nosso cotidiano. Apenas tento simplificar um pouco da minha vida, meu pensamento, juntar os fragmentos que formam o saber de coisas que nunca foram escritas por homens.

Cortar o tempo


Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente.

Carlos Drummond de Andrade