sábado, 26 de junho de 2010

Desejos


"Dei e te dá muito mais que esperavas, momentos sim, momentos de lucidez misturados de insanidade..."
Quem dera eu acordar e não estar em um mundo assim, palavras que vem e ferem e que fazem buracos pra vida toda. O problema é que eles deveriam cicatrizar, mas eles não cicatrizam, permanecem aqui, bem abertas. Quem dera eu viver num sonho, num paraíso, em outra realidade, deve ser por isso que eu leio, porque quando leio, me esqueço de mim, esses são momentos que marcam, maltratam, machucam, mas que assim como o tempo eu espero que passem, pois já não aguento tanta pressão. Quero viver a vida sim, mas como viver essa vida em meio à tantas contradições e incertezas? Vejo de um lado a verdade consagrada por anos, por séculos, por milênios, olho do outro e vejo a vontade, a realidade. Um misto de desejo, vontade e curiosidade. Eu vejo a sede do meu ser em conhecer tudo e ao mesmo tempo ser esse tudo. Mas quando eu falo em ser tudo, eu não me refiro a coisas palpáveis. Estou falando de estar ciente do meu corpo, do meu ser, de estar ciente do mundo em que eu vivo e assim, só assim, saber o melhor para a minha vida.

2 comentários:

Camile disse...

Muito legal seu blog, estou sempre passeando por aí procurando por textos legais.
Estou divulgando uma promoção bem bacana, se você quiser participar basta acessar o blog:
http://coisinhasdetecido.blogspot.com/2010/06/aproveitando-o-dia-para-divulgar-o.html
beijocas

Bervelly disse...

Luizaaa, filosofou com esse texto!!
Muito boom...
Bjus*