domingo, 19 de setembro de 2010

Halfway to the grave

"Não se preocupe, colega. Você pode sair com suas bolas intactas, mas lembre-se, que estava apenas fingindo ser o namorado dela. Não deixe a fantasia chegar a sua cabeça." "Você ouviu isso?" Agora eu beirava a loucura, minha mente em branco brandia o céu. Ok, você venceu! Sua boca se torceu. "Morte a todos os demônios, eu posso conseguir um amém?" Ótimo. "Olha, me desculpe, mas eu fiquei um pouco maluca, quando ela me acusou de... de beber!" "Você não bebe", rebateu ele, não entendendo. "Não!" Eu bati no meu pescoço. "Quero dizer ―beber‖." Timmie olhou completamente confuso, mas o entendimento apareceu na cara de Bones. "Maldito seja", ele disse finalmente. Concordei. "Em poucas palavras." Bones voltou-se para Timmie. "Momento particular, rapaz. Adeus." Não foi o melhor caminho, ele poderia ter sido mais gentil, mas a partir do endurecimento de seus ombros, ele poderia ter sido pior. "Timmie, muito obrigado novamente, verei você de manhã‖, eu falei com outro sorriso. Ele parecia contente de estar indo embora e fez um caminho reto para a saída. No momento que ele estava fora da porta, entretanto, ele enfiou a cabeça para trás "Eu não me importo com estrangeiros. Deus salve a rainha!" Ele gritou, e correu.

J.F.

P.S: Muuuito bom o livro!

Nenhum comentário: