sábado, 9 de abril de 2011

Saudade é não se bastar mais, é depender de alguém para continuar sendo. Depender de alguém até para deixar de ser. Saudade é uma soma daquilo que não somos quando o outro se afasta e daquilo que somos quando o outro está junto. Saudade é imaginar por dois não sendo mais nenhum. É agir solitário no plural.
Fabrício Carpinejar

Nenhum comentário: