quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Não podia ceder: tinha que ir em frente na minha escolha. (...) As coisas acontecem do jeito que acontecem e estão certas assim. Não me arrependo de nada. Mas vezenquando passa pela cabeça um “ah, podia ter sido diferente..."
C.F.

Nenhum comentário: