sexta-feira, 4 de março de 2011

Eu sempre soube internamente dessa verdade...
A vida vem, ela passa, ela é curta.
Ela corre entre os dedos de nossos sonhos,
ela esmaga nossas vontades mais ocultas.
Eu não tinha nada a fazer em relação a isso.
E como sempre, somos espectadores do nosso destino.

Nenhum comentário: