segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Complexada...

Quando vivemos em um complexo, as flores se tornam cinzas e o azul é o colorido mais próximo de se ver na vida. Perdemos o que mais se têm de imortal e significativo dentro do ser que existe em nós. Em cada manhã vivemos o entardecer e em cada noite se vive a  manhã dos invernos de verão. Os dias, as horas, tudo passa, tudo muda, menos você. Você continua sendo aquela mesma sonhadora, aquela mesma "idiota" que acredita no amor. E eu, continuo sendo uma menina louca, que só quer uma loucura sã, que só vive o que realmente quer ou é obrigada a fazer aquilo que no fundo, no fundo, bem lá no fundo, a sua alma anseia.

Nenhum comentário: