sexta-feira, 19 de novembro de 2010

De pernas pro ar...



Salgueiro, 5 de janeiro de 2010
Jen,
Oi, há quanto tempo, hein? Lembra-se de mim? Acho que não. Se lembrasse já teria escrito você mesma essa carta. Na realidade, nem eu sei porque estou te escrevendo. Acho que senti saudade, sei lá. Então me conta menina, como vai a vida? E "T", ainda fala com ele? Sei que você não gosta quando falo dele, então esquece. Esquece que escrevi isso. Só não te escrevo em outra carta porque estou sem papel. Enfim, sem desculpas e sem "você sabe quem", quero dizer que você faz muita falta. Até parece que foi ontem que a gente se esbarrou no metrô. Você parecia uma louca com tantos papéis espalhados pelo chão. E por falar nisso, eu nunca acreditei que você fosse realmente pobre (como sempre dizia). Então, relaxa, não vim aqui pra te julgar. Só escrevi mesmo porque me lembrei daquela vez que em jogamos ovos nos meninos do 4B. Foi tão engraçado. Eles ficaram putos da vida. Saudades. 
P.S: Vê se me liga. Faz 5 meses que a gente não se ver.
L.C.

Salgueiro, 13 março de 2010

Hey, 
Não sei se você recebeu uma carta que  te mandei. Faz uns 2 meses. Você não escreveu nada, não mandou resposta. Então, acho que você não recebeu. Liga pra mim, ainda tô com aquele mesmo número. 
P.S: Tentei te ligar várias vezes. Você trocou o número do cel?
L.C.
Sousa, 19 de novembro de 2010
Oi,
Recebi ontem a carta que você mandou. Mas não entendi o que quis dizer com "você nunca foi minha amiga".  Sério. Você esqueceu tudo o que passamos juntas? De todas as lutas, de todas as promessas, de tudo o que já sofremos por causa de "você sabe quem". Aí depois de mais de um ano, você manda uma carta ridícula dizendo que está com "ELE" e dizendo que eu que fui a falsa? Vai pra %$@#...Você que mentiu pra mim. Você que fingiu ser algo que nunca foi. Então, você não tem moral de julgar quem é ou deixa de ser bom. Me esquece vadia!
P.S: Eu já te disse como você tá ridícula agora? Tá parecendo uma vaca. Quer dizer, você é uma vaca, literalmente.
L.C.

4 comentários:

Luaaz disse...

Não sei quem escreveu esse comentário removido e também, em partes, não quero saber. Porém, acho necessário colocar algumas considerações em relação a isso.
1º Todo e qualquer texto escrito aqui é fictício, principalmente, contos e cartas.
2º Muitas coisas escritas aqui são inspiradas na minha vida ou em coisas que eu já vi, como filmes, histórias, testemunhos ou até mesmo histórias de vida das minhas amigas.
3º Em nenhum texto escrito há nomes. E os que tem, os respectivos responsáveis aprovaram.
4º Qualquer afronta à dignidade humana pode ser punida, então, como eu não sou burra e também como conheço à constituição, não há nenhum texto que fira a essa dignidade, de pessoa alguma.
5º Tenho plena convicção que esse texto é absolutamente fictício. Pois, nunca tive amiga rica, nunca passei por situações com amigas junto à namorados, entre outras coisas.
6º Não uso meu Blog para difamar ninguém, principalmente, pra dar fama. Porém, faço homenagens as minhas amigas com fotos. (Com a devida permissão delas.
Por fim, quero recomendar a pessoa que escreveu o comentário abusivo e ofensivo, que por sinal deve ser meio analfabeta, que não tenho nada a ver com assuntos pessoais da vida dela.

efigênia /o* disse...

fiquei curiosíssima pra saber qual foi esse comentário removido. Mas esquece, pela sua resposta (que a propósito, queeeeeeee resposta ein, amiga? a.d.o.o.r.o essa tua fechação!) já posso até advinhar que deve ter sido alguém muuuito idiotA.
Ah, e não poderia esquecer: as cartas estão excelentes!

eu sei "o você sabe quem", haushauhahsau :)

Anônimo disse...

Oiiiiiiiiii suas idiotaas! :)
1° Queem é vaca é voç idiota.
2° a essa efigenia ai ooun imbecil neem fexoou com minha cara..
Voçs são tudo jumenta que nau teem o q fazer pta poder difamar a vida dos outros.Luiza neem se faça de sonsa q voç sabe mto bem qm ta falando viiu ?
Idiota. sou analfabeta naun amor apenos faço a questao de escrever errado...

Luaaz disse...

Pelo tom de "amor" posso imaginar quem seja. Mas, eu desafio a você, conhecedora da minha vida, que me mostre qual a parte em que me refiro a você ou a qualquer outra pessoa? E outra coisa, é muito feio falar dos outros, principalmente no tom que você usou ao se referir a Efigênia. Então, se você é a mesma pessoa que anda me mandando mensagens, só tenho uma coisa a dizer: "tá perdendo o seu tempo. Nunca fui tua amiga. E outra, só existe uma pessoa com quem troquei cartas, e a essa pessoa eu só tenho elogios."

P.S: A próxima vez em que for postar um comentário "ofensivo", identifique a parte que fala a seu respeito. Ficarei honrada em analisar a sua petição. Obrigada e tenha uma boa reflexão.

P.S.2: Eu não escrevi pra fechar com a cara de ninguém. Se você achou que foi "ofendida" por causa do "analfabeta" só tenho uma coisa a dizer sobre isso "a gente tem o que a gente busca". Se eu planto burrice, sempre vou colher burrice, por mais que eu não seja burra. Então, o que eu falei tem fundamento, e não só em livros de história, mas também, nos de filosofia, direito, psicologia, medicina, engenharia e até na Bíblia. Lavo minhas mãos do veneno de tuas palavras. Se não podes e não tens coragem de se identificar, não pense que ficarei satisfeita em te responder. Gosto de passar minhas lições a limpo, e quando faço isso, eu não pego um balde de lixo e jogo em cima. Apenas, procuro a forma mais racional de se resolver o problema. Então, invés de trocar farpas, fale com seriedade.