sábado, 12 de maio de 2012

WWJD?

Depois de algumas folhas amassadas, e racunhos destruídos, tento através dessas palavras desabafar tudo o que me vem aflingindo... O que reflete nas escolhas que faço e nos sonhos que tenho! 



Espero escrever um grande texto, um dia, talvez eu seja reconhecida ou mude a vida de alguém, mas seria realmente bom ter sucesso nas escolhas e tentativas que irei fazer. Talvez eu ache uma pessoa que me ame tão quanto eu ame ela, isso também não seria ruim. O problema é que, às vezes, chego a pensar que tudo isso é de fato o que preciso. É como aquele sonho de ir além do que acredito, de fazer mais do que preciso, de ser a pessoa que tantas pessoas gostariam que eu fosse.

Minha vida está aberta, assim como a porta do meu quarto ou do meu "arreganhado" jeito de tratar as pessoas. Gostaria muito de ser uma pessoa prestativa, presente em todos os momentos importantes na vida daquelas pessoas que amo. E como amo. Eu apenas estou tentando achar o caminho certo, a direção correta, e nem sempre nessa jornada vou agradar a todos. Sei que não posso exigir nada de ninguém, apenas não sei como fazer as coisas certas. Acho que preciso que ao menos uma vírgula ou ponto, exclamação ou  interrogação, seja colocada entre as palavras informes do roteiro da minha própria vida, para que finalmente essas coisas comecem a fazer sentido.

E quase parando, desistindo, uma voz continua repetindo ao meu ouvido: "filha,  eu te amo, e quero cuidar de você"; "filha, não temas, eu estou do teu lado"; "filha, tenha calma, o melhor ainda está por vir"; "filha, anime-se, grandes coisas ainda farei através da tua vida". E eu quero acreditar, do fundo da minha alma, eu quero acreditar. Eu quero acreditar que as coisas podem ser diferentes, quero acreditar que nem tudo é ou acontece da forma que sempre achamos que são. Eu quero acreditar que posso ir mais além, que posso fazer acontecer, posso mudar minha história, e consequentemente, resplandecer essa mudança maravilhosa na vida das pessoas que amo. Mas, eu preciso saber... O que faria Jesus em meu lugar? Porque eu não sei o que fazer, nem como fazer, e também não tenho força suficiente para fazer isso sozinha. Mas eu não desisto, e nesse sentido, sou teimosa mesmo. Então, eu pergunto: "Em meu lugar, o que faria Jesus?".

Nenhum comentário: