quinta-feira, 24 de maio de 2012

The time.


O tempo está correndo? Decerto que sim. E eu, como boa aluna que sou, fui atrás do professor dos bons sabedores, o Google, e achei uma frase de autoria desconhecida que me soou peculiar: "A corrida nem sempre é para o mais rápido. E sim, para aquele que continua correndo...". Não posso negar que concordo em parte com o pensamento. Se o tempo anda correndo não significa que temos de alcançá-lo, talvez a moral da história seja exatamente o contrário. Ou seja, o melhor atleta é aquele que corre e alcança seu alvo, mas o sábio é aquele que sabe o momento certo de aumentar o passo ou de diminuir a velocidade. Tudo é questão de movimento, ou para quem já estudou física, da variação da posição espacial de um objeto ou ponto material no decorrer do tempo. Traduzindo, um corpo está em movimento em relação a um dado referencial, isto é, estamos em movimento em decorrência do tempo, se ele se move/corre nós reflexivamente nos movemos. Seja através do nosso querer, entendimento ou escolha, ou porque estamos "obrigados" a seguir em constante movimento com ele. É quase como a segunda lei de Newton: toda ação tem uma reação. Então, quanto mais corremos mais o tempo se encurta, mais ele "corre". Nem sempre se trata de ser o mais rápido, às vezes tem a ver apenas em continuar correndo. Mas, claro, isso não significa que devemos ser produtos do tempo, no entanto, também não quer dizer que não sejamos.

Nenhum comentário: