quinta-feira, 24 de maio de 2012

Complexados.

"Bem", nunca vi uma pessoa gostar tanto de começar uma frase assim como eu. Existem tantas palavras interessantes por aí, milhares que talvez eu nunca tenha visto, mas ainda assim teimo em começar minhas frases usando "bem". Seja nas lessons de Inglês ou nos meus textos curriculares ou extracurriculares. Até parece que estou a responder uma pergunta, e talvez realmente eu esteja. Daí a ideia de trazer um tópico à tona: nosso conservadorismo na hora de escrever, ou como preferirem, nossas deficiências na língua materna. Temos a mania de nos apegar a palavras, é como se nascêssemos com elas, crescêssemos e morrêssemos sabendo unicamente e sempre as mesmas palavras. Não nos permitimos a ideia de aprender novas palavras, continuamos com as velhas e nos acomodamos. E o mais engraçado é o número de pessoas que buscam aprender outras línguas sem nem ao menos conhecer a sua própria. Talvez todos sofremos do "complexo de autismo", não somos autistas de fato, mas em certos pontos nos comportamos como tais... alguns menos, outros mais.

Nenhum comentário: