quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Ser... Humano, talvez.

O ser humano quer ser feliz. Ele quer ser feliz. Quem quer ser feliz? O ser humano. O ser humano precisa de dinheiro. Ele precisa de dinheiro. Quem precisa de dinheiro? O ser humano. O ser humano sonha em ter tudo. Ele sonha em ter tudo. Quem sonha em ter tudo? O ser humano. Humano, demasiado humano. Agora, vamos analisar: S-E-R  H-U-M-A-NO. Salvo não me engano, a palavra SER é um verbo, como também é um dos conceitos fundamentais da tradição filosófica ocidental. Como já diria Balus: "a distância entre o ser e o quase ser é imensurável". A palavra "ser", geralmente, assume três significados: existência (o Blog é = ele existe), identidade (Luiza é a autora desse texto) e predicação (Luiza é bonita = convencida - rs). Já a palavra HUMANO, do latim humanus, é a forma adjectival do nome homo, traduzido como Homem (para incluir machos e fêmeas). Na Filosofia é mantida uma distinção entre as noções de Homem e de pessoa. O primeiro refere-se à espécie biológica enquanto que o segundo refere-se a um agente racional. Enfim, se o SER é... (ele existe), se esse SER é HUMANO (é gente, ou seja, tem uma identidade) e se esse SER HUMANO é HOMEM (não passa de um animal), mas uma vez como PESSOA, torna-se um agente racional. A questão que eu proponho é: Esse querer, precisar, sonhar que o SER HUMANO anda tendo é um desejo de HOMEM ou de PESSOA?

*Está cada vez mais difícil diferenciar esses tipos na sociedade de hoje.

3 comentários:

B. disse...

Boa sacada, vez por outra me pego pensando nisso, até mesmo antes de ler a postagem, e sinceramente acho que não tem resposta,pra essa ninguém pelo menos de imediato nao tem, e se tiver não é o que realmente sente.

Andaralho do Carilho disse...

Éssa é fácil.

para ser humano basta abrir uma conta no Itaú.
e para ser um mano, é só achar que conseguirá arrombar o cofre e levar a grana toda.

Rodrigo Moreira disse...

Opa, pois é, também me pego pensando, sera isso, sera aquilo. . . mais sempre encontramos as respostas em nós mesmos, e em nos nossos defeitos, dos quais "ignoramos".
Na minha opinião o ser "Humano" é mais uma espécie na face dessa terra, e que o mesmo é sem sombra e nem dúvida o mais incrível e inteligente, ao ponto de nós mesmos não sabermos o quanto!
Temos capacidades incríveis, descobrimos coisas das quais duvidávamos que seriamos capazes.
Creio que estejamos saindo das nossas origens, nascemos da "Terra", e não há ser mais inteligente na mesma que saiba cuidar melhor dela!