domingo, 30 de outubro de 2011

Contra o tempo.

E assim nossa história vai se dividindo, entre fatos vividos e esquecidos. Às vezes bate aquele vazio, aquela saudade por coisas poucas. É, talvez seja esse o meu erro, desejar coisas que não me acrescentam em nada. Desejar, querer, sonhar, tudo pode se acabar em segundos, mudando de uma só vez todas as pretensões que a sua vida tinha de se transformar.

Nenhum comentário: