quarta-feira, 13 de julho de 2011

Jardins

“- Não soube compreender coisa alguma! Deveria tê-la julgado por seus atos, não pelas palavras. Ela exalava perfume e me alegrava. Não podia jamais tê-la abandonado. Deveria ter percebido sua ternura por trás daquelas tolas mentiras. As flores são tão contraditórias! Mas eu era jovem demais para saber amá-la.”
(O Pequeno Príncipe)

2 comentários:

B. disse...

Até o pequeno príncipe percebeu isso tarde demais...homens ¬¬!!

Luaaz disse...

kkkkkkkkkkk, eita babii, te adooro!