sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Meias palavras

Eu tenho tanto a te dizer, tanto a te mostrar... porém não sei como, como poderia abrir meu coração assim de uma hora para outra?! Guardei por tanto tempo essas palavras, gestos, medos, decepção, desejo, paixão, que não sei como lidar com tudo isso de uma só vez. Sinto há tempos essa coisa bem no fundo do meu ser, mas de onde vem? Por que é tão forte? Ou será que eu sou a fraca? Então, vou simplesmente dizer... acho que gosto de você! Quero dizer, tipo, gosto de verdade. Gostei de você desde a primeira vez em que te vi. Gostei de você antes de saber quem eras. Gostei de você enquanto a gente estava longe... e gostei ainda mais quando a gente ficou perto. Gostei de você quando foi um idiota total e me tratou mal, mesmo que eu tenha ficado com muita raiva na hora. Gostei de você quando me deu aquele primeiro abraço... e gostei muito mais quando segurou minha mão e olhou em meus olhos. Gosto e gostei de você em todas as conversas de 1000 h horas que tivemos, principalmente àquelas de madrugada. Gostei de você nos momentos mais estranhos e mais loucos, mesmo quando a única louca era eu e esse sentimento dentro de mim.

Nenhum comentário: