domingo, 1 de abril de 2012

Twins.

Às vezes, fecho os olhos e quase consigo sentir teus lábios se moldando aos meus. E é como se tudo o que me faltasse se resumisse a esse momento, lábio-a-lábio com você. Não seria necessário palavras para escrever isso, porque nossos lábios o faria por nós, eles contariam toda a nossa história num piscar de olhos, num bater de corações, numa troca de salivas, num tocar de almas. E se nossas almas não forem gêmeas, nossos lábios são. Eu e você, você e eu.

Um comentário:

Babi disse...

OWNNNNNNNNNN *-------*