sexta-feira, 2 de maio de 2014

I surrender

Tem dias em que você não deveria ter levantado da cama! Sim, dias bem frios, aliás. Quando certezas se desfazem em segundos. Quando esperanças morrem à dois metros da praia. Quando a solidão bate à porta e provoca no nosso interior os mais bizarros medos. Sim, dias cheios de não's e frustrações. Quando tudo o que você quer é chorar, é se esvaziar, é ter alguém com quem dividir a carga, as tristezas, as alegrias, os momentos bons ou ruins. Quando tudo o que você quer é gritar e gritar e gritar! Será que alguém escutará a sua voz? Será que alguém atenderá o seu clamor? Quando a frustração corrói os ossos e provoca indigestão. Quando a revolta agarra o seu corpo, a sua razão e te causa raiva. Raiva por todos os sonhos não realizados, por todos os desejos não vividos ou por todas as oportunidades perdidas. Raiva pela inércia da sua vida, ou, pela falta de atitude de algumas pessoas que não fazem nada além de cheirarem o próprio ego. Raiva também de você mesmo, por tantas e seguidas vezes bater com a "cara" na parede (acho que nem uma plástica resolveria). E tudo que você quer é sentir uma chuva fria molhando o seu rosto ou a água de um rio passando por seu corpo ou o vento em alto mar sacudindo seus cabelos! Tudo o que você quer é ser livre, libertar-se de todas os resquícios de uma vida que foi limitada pela pequena expectativa de permanência dos pensamentos e sentimentos cotidianos. Vida nova, longe de todas as confusões e incertezas provocadas pelo ser humano. Longe dos erros e enganos e desencontros entrelaçados na nossa jornada. Longe de todas as coisas que te fazem sentir como um estranho dentro do próprio corpo. Longe de tudo e de todos que te fazem pensar bem menos sobre você mesmo. Sim, longe de você, longe de mim... e bem mais perto daquilo que o Senhor planejou para a vida de cada um de nós! Mais perto das certezas eternas e promessas divinas. Mais perto do amor e da redenção. Mais perto do Senhor e, quem sabe, do Seu coração! Mais perto do esvaziar-se e encher-se de Deus. Mais perto de você. De. Você. Pois, cabe unicamente a você essa escolha. A escolha de viver coisas novas a cada dia. A escolha de não se conformar com as verdades postas e impostas pela massa. A escolha de não acreditar em palavras, mas, sim, em atidudes diárias.

"Seja você a mudança que quer ver no mundo" - Ghandi

Nenhum comentário: