segunda-feira, 16 de maio de 2016

Sempre em frente

Não tenho tempo para encontros desnecessários, 
tenho sede do infinito, meu desejo é sempre um residente sagaz. 
Sou escrava dos meus sonhos, levada pelo descontentamento fugaz do agora. 

Nenhum comentário: